Benefícios do Laser

Afta e Herpes

O que é ?
Embora as lesões de afta e herpes tenham etiologia distintas, elas apresentam padrão cíclico, são bastante doloridas e estão associadas à queda da resistência imunológica do paciente e possuem fases: prodrômica, úlcera (afta) ou vesícula (herpes) e cicatrização.

Ação do laser ?
Os lasers de baixa potência tem ação nas 3 fases promovendo efeitos como analgesia, diminuição do dema, aceleração na cicatrização e aumento da imunidade local.

Quais situações ?
O laser pode ser utilizado nas 3 fases (prodrômica, lesão, cicatrização) das lesões de afta e herpes. Entretanto para cada fase são utilizados diferentes protocolos envolvendo o uso de diferentes modalidades (alta e baixa potencia, PDT), comprimentos de onda, protocolos de energia.

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
O uso dos lasers promove analgesia imediata nas fases mais agudas das lesões de afta e herpes, além de acelerar a cicatrização. Mais ainda, a freqüência e a intensidade das manifestações diminuem quando o paciente é submetido ao tratamento das lesões com laser. Tal fato já é clinicamente comprovado e nenhum medicamento é capaz de promover esse efeito.

Saiba Mais

Clareamento

O procedimento do Clareamento Dental começou a ser desenvolvido no início do século XIX e desde então os protocolo estão sendo aperfeiçoados a cada dia. Inicialmente, o clareamento era feito com a colaboração do paciente em casa, com o uso de bochechos e, mais tarde, com o uso de moldeiras e géis a base de peróxido em baixas concentrações.

Entretanto, quando o clareamento é realizado dessa maneira não é possível controlar fatores locais que causam sensibibilidade e o tempo de tratamento é, no mínimo em torno de 10 dias.

Atualmente, é possível realizar esse procedimento em consultório totalmente supervisionado pelo profissional que é capaz de controlar os fatores causadores da sensibilidade dental, a quantidade de produto necessário e proporcionar um tratamento muito mais rápido.
Quando o clareamento é feito em consultório, o dentista tem a possibilidade de utilizar fontes de luz como LED e Laser de baixa potência com o objetivo proporcionar sessões cada vez mais rápidas e eficazes e sem sensibilidade dental.

O que é ?
O Clareamento Dental consiste na quebra de pigmentos presentes no interior da estrutura dental promovendo alteração da cor dos dentes. A quebra dos pigmentos é feita com produtos químicos a base de peróxido de hidrogênio com diferentes concentrações.

Ação do laser ?
O procedimento de Clareamento dental pode ser otimizado em consultório através do uso da luzes LED e Laser. O LED tem a função de acelerar a ação do peróxido de hidrogênio, aumentando a velocidade da quebra de pigmentos e diminuindo o tempo da sessão e os efeitos colaterais inerentes ao uso do peróxido de hidrogênio. Os equipamentos LEDs mais modernos para clareamento dental contam ainda com associação ao laser de baixa potência na faixa do infravermelho que proporciona o controle da sensibilidade dental durante o procedimento

Quais situações ?
Os LEDs podem ser utilizados para os tratamentos feitos em consultório acelerando a ação do agente clareador e diminuindo o tempo da sessão. Já o Laser de baixa potência pode ser utilizado antes (para pacientes que já possuem dentes sensíveis), durante e após a sessão do clareamento para o controle da sensibilidade dental

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
O uso de LEDs e Laser durante o clareamento dental proporciona um tratamento mais rápido, seguro e praticamente indolor.

Saiba Mais

Dor na ATM

O que é ?
A ATM siginifica articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. A DisfunçãoTêmporo-Mandibular (DTM) corresponde a ausência de normalidade nas funções do aparelho mastigatório (MACIEL, 1998). Segundo Santos Jr., (1987), os sinais e sintomas relacionados às DTM são: sons como estalidos e crepitações, dor região da ATM e/ou musculares (face, pescoço,cabeça, ouvido, fundo do olho), restrições nos movimentos(abrir,fechar) da boca, podendo ser acompanhado de efeitos autonômicos (náusea, vômitos, alteração arterial, distúrbios de visão, entre outros).

Profa. Beatriz Mello, professora especialista em DTM pela UNIFESP, aplicando laser em paciente com dor por DTM.

Ação do laser ?
A Laserterapia aplicada às disfunções de ATM tem ação analgésica, antiinflamatória, relaxante muscular, além de melhorar a microcirculação local e auxiliar na reparação das fibras nervosas traumatizadas.

O tratamento da DTM inclui uma visão multidisciplinar: termoterapia, eletroterapia, analgésicos, ultrasom, assim como o uso de placas oclusais, acupuntura, fisioterapia, terapia cognitiva comportamental, controle de quadros depressão e ansiedade entre outros. No entanto, o laser alivia a dor de imediato e age relaxando e desinflamando a musculatura sem o uso de medicamentos. Temos uma ação local para alivio da dor e sem intoxicar o organismo com medicamentos.

 

Saiba Mais

Estomatite Infantil

O que é?
A estomatite infantil ou estomatite herpética primária é uma infecção viral bastante comum e traumática à criança. Esta infeçcão é caracterizada por muitas feridas bucais que impossibilitam a criança de ingerir líquidos e alimentos sólidos.

Ação do laser?
O laser tem potencial analgésico imediato e a curto prazo acelera a cicatrização das lesões.

 

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional?
A laserterapia é uma técnica que não dói, os resultados são rápidos e por ser uma luz é bastante atrativa às crianças que aceitam facilmente o tratamento.

Saiba Mais

Fissuras Mamárias e Pós-Parto

Como a LASERTERAPIA pode ajudar as mamães?

  • Tratamento e Prevenção de fissuras mamárias
  • Dor e cicatrização do períneo
  • Laserpuntura (exaustão,  inchaço, depressão pós-parto e estímulo da imunidade)
  • Fisioterapia: Pós-operatório de cirurgia cesária (cicatrização e recuperação nervosa) e dores lombares e cervicais

FISSURAS MAMÁRIAS
A amamentação é um momento mágico para a mãe e para o bebê. Além de todos os benefícios nutricionais e motores que a amamentação traz, o vínculo estabelecido entre mãe e filho são muito importantes para sua formação emocional.
O início da amamentação, no entanto, pode ser um tanto conturbado e algumas mamães apresentarem desconforto, fissuras, dor e sangramento nos mamilos. Esta condição não é normal e pode ser revertida principalmente através de orientações sobre a posição correta do bebê pegar o peito, higiene dos seios após as mamadas, tratamento de fungos e outras condutas que removem a causa das fissuras.


O tratamento com Laser de baixa intensidade, ou Laserterapia,  tem sido utilizado com sucesso no tratamento de feridas. Em mamilos lesionados, a Laserterapia entra como coadjuvante no tratamento por promover a aceleração da cicatrização, analgesia e modular a inflamação. Poucas aplicações já permitem o reestabelecimento da amamentação.  A aplicação do Laser é rápida, indolor e pode ser realizada diariamente até a remissão dos sintomas. Em média de 4 a 8 sessões são necessárias, e quanto antes iniciar o tratamento, melhor a resposta clínica.

Prevenção com LASER
A laserterapia pode ser utilizada para prevenir rachaduras nos mamilos se realizada no pós parto. A luz laser auxilia a “calejar” o mamilo aumentando a resistência da pele. O efeito secundário é o estímulo na produção de leite, tão desejado por muitas mamães!!

2. LASER NA ANALGESIA E CICATRIZAÇÃO DO PERÍNEO
O parto normal segundo a OMS é a forma mais indicada para o nascimento.  Entre suas inúmeras vantagens está a mais rápida recuperação da mulher após o parto. No entanto, o desconforto na região do períneo pós parto vaginal pode ser significativo, e ainda maior em situações onde a episiotomia for realizada.
Exercícios localizados, boa higiene, compressas frias entre outras recomendações ajudam a aliviar a dor e acelerar a cicatrização da região do períneo. Mas, é a Laserterapia que tem se mostrado uma ferramenta clinicamente eficaz para acelerar a cicatrização e principalmente reduzir a dor e desconforto na região do períneo. A irradiação é indolor, não encosta nos tecidos lesionados e deve ser feita de preferência diariamente até a remissão da dor. O alívio do incômodo pode ser imediato com o Laser.

3. LASERPUNTURA
A Laserpuntura é uma variação da técnica da acupuntura que utiliza a luz Laser no lugar das agulhas. A técnica segue a filosofia da Medicina Tradicional Chinesa tratando diversas lesões de caráter sistêmico ou local. Os pontos de acupuntura são estimulados pela luz Laser de forma pontual e bilateral (em ambos os lados do corpo).
A Laserpuntura é indicada para todas as idades. Crianças, pacientes debilitados, pacientes que tem medo de agulhas e regiões lesionadas também são beneficiados pela técnica.

Acupuntura sem agulhas. Laserpuntura usa o laser (luz).

No pós-parto, podemos indicar a Laserpuntura para:
– cansaço extremo
– inchaço
– melhora da imunidade geral
– depressão pós-parto

4. FISIOTERAPIA A LASER
A Fisioterapia a Laser consiste na irradiação com Laser em baixa intensidade (Laserterapia) sobre as áreas de injúria muscular, articular e óssea. A forma como os tecidos respondem à uma agressão é através do processo inflamatório, essencial para a regeneração dos tecidos.
A Laserterapia tem sido estudada desde a década de 60 e o seu principal efeito é a modulação da resposta inflamatória. A vantagem, no entanto, é sua ação local e sem efeitos colaterais mesmo se a aplicação for contínua. “Energeticamente” falando, a regeneração dos tecidos demanda energia.
No entanto, geralmente os pacientes lesionados apresentam deficiência nutricional e imunológica, dificultando ou retardando a regeneração tecidual. A  Laserterapia vem contribuir para a regeneração tecidual, uma vez que fornece uma energia externa e extra ao tecido lesionado favorecendo sua regeneração.
Com a energia extra, o processo inflamatório é controlado, as células tem energia para regenerarem da melhor forma possível e, dependendo da lesão, a cicatriz pode até desaparecer. A qualidade dos tecidos envolvidos na regeneração com Laser é superior a regeneração sem o Laser.
No pós-parto, indicamos a Fisioterapia Laser para as dores na coluna cervical e lombar, dores musculares, pós operatório de cirurgia cesárea, incluindo a recuperação nervosa e restabelecimento da sensibilidade na região operada.

ENTRE EM CONTATO – NÓS INDICAMOS UM PROFISSIONAL PRÓXIMO A VOCÊ!  (19) 3291.9996

Saiba Mais

Fonoaudiologia

A Laserterapia há décadas vem revolucionando a terapêutica em diversas áreas da saúde mundo a fora. Tem crescido clínica e cientificamente. Mais recentemente, no Brasil a Fonoaudiologia vem introduzindo esse potente recurso terapêutica a sua prática.

No movimento natural, primeiro, a dedicação de profissionais pioneiros que adaptam diariamente o que já havia de sedimentado na Laserterapia à realidade clínica do fonoaudiólogo. Segundo o aprofundamento científico como estudos pioneiros como de Kagan e Heaton 2016*. Caminho semelhante foi percorrido pela Eletroestimulação Neuromuscular que hoje é uma realidade na Fonoaudiologia.

Pela praticidade de manejo, baixo tempo de aplicação, com respostas rápidas e eficientes para analgesia, inflamação, reparação tecidual e performance muscular. O Laser é um recurso inovador à Fonoaudiologia nas áreas da Voz, Motricidade Orofacial e Disfagia.

Fgo. Sávio Bastos

CRFa 5 – 9318

 

*The Effectiveness of Low-Level Light Therapy in Attenuating Vocal Fatigue
Kagan, Loraine Sydney et al. Journal of Voice , Volume 31 , Issue 3 , 384.e15 – 384.e23
2017 May;31(3):384.e15-384.e23. doi: 10.1016/j.jvoice.2016.09.004. Epub 2016 Nov 7.

 

 

Saiba Mais

Hipersensibilidade

O que é?
A sensibilidade dental é caracterizada por uma dor aguda de curta duração, frente a estímulos térmicos, químicos, táteis e osmóticos. Pode ser causada por diversos fatores como presença de trincas nos dentes, exposição da raiz dental, pós procedimento odontológico, força excessiva durante a escovação, alimentação muito ácida, tratamento ortodôntico e tratamento periodontal. Liderando o ranking das principais causas da sensibilidade estão a perda de esmalte ou cemento associados ou nao à retração gengival, quando ocorre a exposição da camada mais interna do dente, a dentina, um estrutura tubular que tem comunicação com a polpa dental onde estão os vasos e nervos dos dentes. Quando a dentina passa a ficar sensível o paciente passa a apresentar hipersensibilidade dentinária.

Ação do laser?
Diferentemente dos produtos e técnicas voltados para o tratamento da hipersensibilidade dental , que tem como objetivo o vedamento dos túbulos dentinários, a Laserterapia consiste num poderoso antiinflamatório e analgésico local. Embora a Laserterapia tenha mecanismos de ação diferentes dos géis e das pastas dessensibilizadores, ela demonstra ter o mesmo efeito ou até mesmo efeito superior na redução da dor quando comparada a alguns agentes dessensibilizantes. Entretanto, resultados mais rápidos podem ser alcançados quando a Laserterapia é associada com as demais técnicas para controle da dor da hipersensibilidade dentinária.

Quais situações?
A laserterapia é um forte aliado do profissional no controle da dor e funciona como um ótimo coadjuvante aos tratamentos convencionais para a hipersensibilidade dentinária causada por excesso de força na escovação, alimentação muito ácida, trauma oclusal e raspagem periodontal. Ainda, a laserterapia auxilia na redução da sensibilidade dental durante o tratamento ortodôntico, no pós-clareamento e após a realização de restaurações dentais.

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional
A ação analgésica do laser é local e imediata enquanto os tratamentos à base de pastas e medicamentos demoram um certo tempo até que o efeito na redução da dor aconteça. Alem disso, a laserterapia não apresenta nenhum efeito colateral

Saiba Mais

ILIB

O que é ?
Intravasculas Laser Irradiation of Blood ou ILIB é um procedimento no qual o sangue é exposto à luz LASER por razões terapêuticas. A corrente sangüínea recebe energia fotônica por 30 minutos e consequentemente, seus efeitos benéficos. Com base em trabalhos realizados por Mester,  russos a partir de 1970 desenvolveram a laserterapia intravenosa com laser, mostrando a sua eficácia no tratamento de várias patologias crônicas e agudas .

www.allaser.com.br
ILIB (laser no pulso) realizado durante o tratamento odontológico. Laserterapia para Cicatrização (laser na boca).

 

Ação do laser ?

Com a observação da evolução clínica dos pacientes, pesquisas sobre o mecanismo de ação do ILIB, foram intensificadas, evidenciando o efeito antioxidante da laserterapia intravenosa LASER, por aumento da produção da enzima SOD CuZn(superóxido dismutase) fundamental à quebra do mecanismo de formação dos Radicais Livres gerados a partir do oxigênio, pois a produção do radical superóxido, o primeiro a ser formado a partir do oxigênio, e que servirá de substrato para o desencadeamento da formação de RL mais lesivos, como o radical Hidroxila (OH).

 

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?

O Laser, mostra-se uma excelente opção terapêutica nas patologias causadas pela ação dos Radicais Livres, seja como terapia de base ou adjuvante na terapia biomolecular convencional.

Saiba Mais

Implante

O que é ?
Os implantes são cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior) para substituir as raízes dos dentes perdidos e servirão para suportar as próteses que substituirão os dentes. Após a colocação dos implantes a prótese (dente) pode ser instalada de imediato ou requerer um maior período de osseointegração.

Ação do laser ?
O laser age principalmente na fase pós-cirúrgica quando reduzimos edema, dor e aceleramos a osseointegração (reparação e remodelação do osso) e cicatrização do tecido mole (gengiva). Ou na fase pré-cirúrgica (enxertos).

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
O laser estimula a atividade do osso na fase de osseointegração do implante. Portanto, além do conforto pós operatório na cicatrização da gengiva, há um aumento na aderência óssea nas espiras do implante.

Saiba Mais

Laser Cirurgia

O que é ?
A Lasercirurgia constitui uma modalidade onde se utiliza um laser de alta potência capaz de cortar tecidos como pele, mucosa e gengiva praticamente sem sangramento. É muito comum a comparação entre o laser de alta potência e o bisturi elétrico. Embora os dois apresentem padrão de ferida macroscopicamente muito semelhante, além de sangramento praticamente nulo, o corte realizado com o laser é menos traumático e o pós-operatório é mais rápido e menos dolorido.

Ação do laser ?
A ação do laser de alta potência utilizado para realização da lasercirurgia ocorre por efeito fototérmico. A luz emitida em alta intensidade é absorvida por elementos presentes no tecido biológico e a energia luminosa se converte em calor capaz de remover o tecido alvo atingido. Além disso, acredita-se que a energia do laser que chega atenuada nas regiões subjacentes ao local da cirurgia atue como efeito de laser em baixa intensidade promovendo efeitos terapêuticos como bioestimulação, modulação da inflamação e analgesia, o que resulta em pós-operatórios mais rápidos, com menos dor e edema e com ótima organização tecidual.

Quais situações ?
A Lasercirurgia está indicada na Odontologia para:

– Plástica gengival
– Remoção de freio labial e lingual (frenectomias)
– Reabertura de implantes
– Remoção de hiperplasias (crescimento de tecido gengival) provocado por traumas e próteses
– Biópsias
– Gengivoplastias para correção de sorriso durante tratamento ortodôntico
– Gengivoplastias para realização de restaurações e pré-moldagem

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
A Lasercirurgia apresenta algumas vantagens em relação ao às cirurgias convencionais realizadas com bisturi:

  • – pós operatórios mais rápidos e com menos dor
  • – procedimentos mais rápidos e praticamente sem sangramento
  • – na grande maioria dos casos não há necessidade de sutura (pontos)
  • – menos anestesia necessária para realização do procedimento
  • – diminuição da necessidade de medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios, no pós-operatório de cirurgias
Saiba Mais

Mucosite Oral

 

A MUCOSITE ORAL PODE SER TRATADA E PREVENIDA COM LASER.

O Cirurgião Dentista devidamente Habilitado em Laserterapia pelo CFO – Conselho Federal de Odontologia,  é o profissional de escolha para realizar o tratamento e prevenção da Mucosite oral e dos demais efeitos colaterais que ocorrem na cavidade oral decorrentes do tratamento oncológico (quimioterapia e/ou radioterapia de cabeça e pescoço).

O termo “mucosite” significa “inflamação na mucosa” que clinicamente aparece como uma ou muitas lesões, parecidas com aftas, decorrentes dos efeitos da radioterapia (cabeça e pescoço) e quimioterapia (somente as que são mucotóxicas). O quadro doloroso da mucosite pode impedir a deglutição, mastigação e fala. Ainda, lesões bucais podem ser porta de entrada a infecções oportunistas sistêmicas ou locais, como a cândida (ou “sapinho”). Consequentemente, o paciente pode se desnutrir/desidratar complicando ainda mais o tratamento oncológico que pode ser até interrompido dependendo do grau da mucosite.

Mucosite Grau IV. Dor intensa. Dificuldade para falar e comer. S.S. em tratamento quimioterápico.

 

Qual a ação do laser ?
O Laser pode tratar as feridas, estimulando a regeneração da mucosa e promovendo a analgesia, ou pode prevenir as feridas, quando o laser é feito juntamente com a Quimioterapia ou Radioterapia de cabeça e pescoço. A prevenção ocorre uma vez que a ação anti-inflamatória do laser impede que as células da mucosa sejam destruídas, evitando portanto o rompimento da mucosa e a formação das úlceras.
A Laserterapia atua na Prevenção e Tratamento das lesões. O número de sessões e a frequência será determinado pelo Dentista capacitado em Laser que levará em conta o tipo de tratamento e a condição sistêmica do paciente. Mas é importante enfatizar que o tratamento exige várias sessões, até a remissão da dor e cicatrização possibilitando que o paciente volte a se alimentar. Já para a Prevenção são poucas as sessões por ciclo de quimioterapia, ou no caso da radioterapia de cabeça e pescoço as sessões são diárias acompanhando as sessões de radioterapia.

Laserterapia no tratamento da Mucosite Oral. Indolor, rápida e eficaz. S.S. recebendo a irradiação para recuperar a qualidade de vida e não interromper a quimioterapia devido a anemia (causada pelo baixo aporte nutricional devido a impossibilidade de deglutir).

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
O laser é o único método cientificamente comprovado que realmente previne a Mucosite Oral. Também acelera a cicatrização através da sua ação local, o efeito analgésico é muitas vezes imediato, a resposta na cicatrização é mais rápida, não possui efeitos colaterais e é o único tratamento efetivo na prevenção da lesões quando feito concomitante ao tratamento oncológico.

Dentre as complicações que o Cirurgião Dentista Laserterapeuta pode tratar com o Laser estão:
XEROSTOMIA (boca seca)
DOR
DISFAGIA (dificuldade de engolir)
DISGEUSIA (alteração de paladar)
CÁRIE DE RADIAÇÃO
INFECÇÕES OPORTUNISTAS
HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA
TRISMO
EDEMA
NEUROTOXICIDADE
OTOTOXICIDADE
RADIODERMATITE
OSTEONECROSE
MUCOSITE ORAL (lesões bucais como aftas)

A Laserterapia é o único recurso terapêutico eficaz no tratamento e principalmente na prevenção das lesões orais características da Mucosite Oral. Entre as consequências da Mucosite estão:

Dor, edema, trismo
Hemorragias
Maior risco a infecções na mucosa oral e intestinal
Má alimentação
Dificuldade de falar
Comprometimento do sono
Influência emocional negativa
Interrupção no tratamento oncológico

Além disso, é de extrema importância que todos os pacientes sejam avaliados por um Cirurgião Dentista previamente ao início do tratamento com quimioterapia ou radioterapia. Nesta avaliação os pacientes receberão orientações sobre os cuidados bucais necessários durante o tratamento oncológico, além de realizarem o chamado “preparo de boca”, que são um conjunto de procedimentos que buscam eliminar todo e qualquer foco infeccioso da cavidade oral. Entre os procedimentos estão raspagem e alisamento corono-radicular, extrações, endodontia, restaurações, limpeza bucal. O preparo de boca é crucial para os pacientes que realizarão radioterapia de cabeça e pescoço – pois evita a osteoradionecrose (necrose dos óssos da boca)- complicação séria que pode acontecer quando a irradiação é feita sobre algum foco infeccioso. Ainda, se a higiene bucal não estiver boa, a mucosite oral pode ser agravada.

O protocolo de Prevenção e Tratamento da Mucosite Oral também é programado na avaliação do Laserterapeuta prévia ao início do tratamento. Nos pacientes que realizarão a quimioterapia utilizando drogas que são tóxicas a mucosa a PREVENÇÃO da Mucosite oral será realizada a partir de 2 a 5 sessões por ciclo de quimio. Na radioterapia de cabeça e pescoço sessões diárias deverão ser realizadas para prevenir a Mucosite Oral.

Saiba Mais

Nevralgia do Trigêmio

O que é?

A neuralgia do Trigêmeo é  uma disfunção do nervo trigêmeo (nervo craniano V), o qual transmite as informações da sensibilidade da face ao cérebro. A causa da  disfunção do nervo trigêmeo é geralmente desconhecida. A neuralgia produz episódios de dor intensa e lancinante, os quais duram de alguns segundos a minutos.

Embora não existam exames específicos para a identificação da neuralgia do trigêmeo, o diagnóstico é feito por um neurologista que descarta a possibilidade de ser outras lesões.

Ação do laser

O laser atua bioestimulando a regeneração do tecido nervoso lesionado, estabilizando os potenciais de ação da célula nervosa, e também sua ação analgésica traz grande benefício ao paciente

Assista aqui a um depoimento de uma paciente que realizou tratamento com o LASER para a Nevralgia do Trigêmio

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional?

A laserterapia consegue diminuir os episódios de dor, intensidade da dor além do paciente gradativamente conseguir ficar sem a medicação. Em alguns casos a cura total é alcançada.

A laserterapia se feita frequentemente faz com que não seja necessário o uso de medicamentos, além de não ter efeitos colaterais e ser uma técnica indolor e rápida (aproximadamente 30 min cada sessão).

Como os episódios de dor são curtos e recorrentes, as medicações analgésicas típicas não são eficazes, mas outros medicamentos podem aliviá-los, especialmente certos remédios anticonvulsivantes (carbamazepina, fenitoína, baclofeno). No entano não é raro estes medicamentos pararem de fazer efeito. Ainda, a laserterapia pode evitar que técnicas cirúrgicas como o balão, radiofrequência, entre outros tratamentos que visam interromper o funcionamento do nervo sejam realizados. Estes procedimentos podem deixar graves sequelas e por isso o ideal é que sejam evitados.

Saiba Mais

Ortodontia

O que é?
A Ortodontia é uma técnica cuja função é a movimentação dental para um correto alinhamento dental e principalmente restabelecer a harmonia da forças dentais.

Ação do laser?
A Laserterapia tem efeito bioestimulatório sobre os osteoblastos (proliferação e produção de matriz óssea), aumenta a atividade da fosfatase alcalina, incrementa os níveis de NO e cálcio no tecido, aumento da taxa de adesão celular. Há um aumento da atividade celular (reabsorção e neoformação), sem alteração da estrutura óssea. Além disso, o tecido ósseo irradiado com a Laserterapia apresenta angiogênese pronunciada.

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional?
Não dói, acelera a movimentação, não possui outro tratamento que ao mesmo tempo traz analgesia pós ativação ortodôntica e aumenta a bioestimulação óssea.

 

Saiba Mais

Paralisia Facial

O que é ?
Paralisia Facial é um distúrbio (parésia) ou uma paralisia total de todos, ou alguns, músculos da expressão facial. A instalação dos sintomas desta patologia é repentina, geralmente noturna e precedida de dores na região cervical. O indivíduo portador desta patologia, pode ainda referir dor atrás da orelha, algumas horas antes de se aperceber da fraqueza muscular, fraqueza esta que pode variar de forma imprevisível, de discreta a grave.
O diagnóstico é feito pelo Neurologias e os sinais que mais facilmente levam à identificação da existência de paralisia facial Unilateral são: abolição das pregas frontais; afundamento da parte interna das sobrancelhas; sinal de Charles de Bell (incapacidade de oclusão do olho) na hemiface afectada; desvio do nariz, boca e língua para o lado não afetado; o sulco nasogeniano (vai desde o nariz até ao canto da boca) encontra-se abolido, assim como o sulco nasolabial; apagamento da comissura labial; bochecha pendente “em saco”; ptose (queda) da pálpebra superior e inferior; os ⅔ anteriores da língua ficam com a sensação gustativa abolida.

Ação do Laser ?
O tratamento da Paralisia Facial com o Laser de Baixa potência promove a modulação a inflamação e estimula a regeneração do nervo lesionado. As sessões podem ser semanais e consistem na irradiação de toda a área afetada. Quanto mais cedo o tratamento com laser iniciar mais rápido e melhores são os resultados.

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
A principal vantagem do laser é a rapidez na recuperação motora. Ainda, o tratamento é indolor e rápido (aproximadamente 30 minutos). Além disso o tratamento com laser evita sequelas como repuxamentos e movimentações anômalas.

 

Saiba Mais

Periodontia

O que é ?

Periodontite significa “inflamação do periodonto”, ou seja, das estruturas de suporte do dente, que pode resultar em perda gradual do dente e osso. As bactérias da boca e resíduos alimentares podem causar o surgimento da placa bacteriana. Se a placa não for removida, há o aparecimento de cálculo (tártaro). Quando o uso da escova de dentes é deficiente; é necessária uma limpeza feita por um periodontista. O cálculo agrava a inflamação. A Periodontite é uma complicação na saúde geral, pois apresenta associação com o infarto, endocardite bacteriana, nascimento de baixo peso, osteoporose, diabetes e fumo (Lindhe, 2003).

Ação do laser ?

O laser atua na regeneração do osso e gengiva, na desinflamação e ação analgésica. O laser apresenta ação como antibiótico (antimicrobiana) quando aplicada a técnica da PDT (Terapia Fotodinâmica).

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
Menor sensibilidade após a tradicional raspagem. Atua como regenerador, anti-inflamatório e analgésico local, resolvendo a doença em menor tempo.

 

Mais informações! CLIQUE AQUI!

 

Saiba Mais

Terapia Antimicrobiana – PDT

O que é ?
A terapia fotodinâmica é um a modalidade de fototerapia onde são necessários 3 fatores: fonte de luz (LASER), oxigênio e um fotosensiblizador (corante).

Ação do laser ?
Ação antimicrobiana como um antibiótico local. Ação contra fungos, bactérias, vírus e parasitas.

Quais situações ?
Na Periodontia, Endodontia, Peri-implantite, periocoronarite, vesículas herpéticas, entre outras infecções bucais.

Qual a vantagem quando comparado ao tratamento convencional ?
Resultados rápidos, amplo espectro de ação. A PDT tem ação localizada ao contrário dos antibióticos (sem efeitos colaterais sistêmicos). Ausência de relatos referentes à resistência antimicrobiana com a PDT.

Saiba Mais

Tratamento de Feridas

A Laserterapia tem sido utilizada nas diversas áreas da saúde e tem como efeitos acelerar a cicatrização tecidual, modular a inflamação e promover analgesia. Estes efeitos estão associados com a estimulação da microcirculação, efeitos anti-oxidantes, e reativação do potencial respiratório celular promovidos pela radiação Laser em baixa intensidade.

Além disso, a modulação de mediadores da inflamação pela Laserterapia tem caracterizado o Laser como um poderoso anti-inflamatório, cujas vantagens sobre os medicamentos convencionais são inúmeras, principalmente a ausência de efeitos colaterais, ação local específica, baixo custo e grande aceitabilidade por parte dos pacientes.

Uma importante indicação clínica da Laserterapia como ferramenta terapêutica complementar é sua utilização acelerando a cicatrização de feridas crônicas vasculares, diabéticas e lesões por pressão (escaras). Além de ajudar em todas as feridas cirúrgicas em pós operatórios.

Profesora dos cursos ALLASER, Fabiola Arantes Ferreira (COREN 32041) realizando aplicação de laser em paciente com úlcera venosa.

O Tratamento com laser é um método rápido e eficaz, não tem contra-indicações, e pode ser feito em conjunto com qualquer outro método de tratamento. O número de sessões é variável de acordo com o tipo e tamanho da ferida e as sessões podem ser frequentes (2 a 3 x por semana) ou semanais.

Abdominoplastia com sequela tratada com Laser por Daniele Pezani COREN 379350. Ex-aluna ALLASER Cursos

 

BENEFÍCIOS DO LASER NO TRATAMENTO DE FERIDAS:

  1. MELHORA DA MICROCIRCULAÇÃO LOCAL
  2. ANALGESIA
  3. ACELERA A REGENERAÇÃO DO TECIDO LESIONADO
  4. MODULAÇÃO DO PROCESSO INFLAMATÓRIO LOCAL
  5. AÇÃO ANTIMICROBIANA (QUANDO USADA A TÉCNICA DA TERAPIA FOTODINÂMICA -PDT)

 

 

 

EXEMPLOS DE LESÕES QUE PODEM SER TRATADAS COM LASER/FOTOTERAPIA:

  • TRAUMAS
  • PÓS OPERATÓRIOS CIRÚRGICOS (EX: CIRURGIAS ORTOPÉDICAS,  CIRURGIAS PLÁSTICAS, ETC)
  • PÉ DIABÉTICO
  • ÚLCERAS VASCULARES (ARTERIAIS E VENOSAS)
  • LESÕES POR PRESSÃO (ESCARAS)
  • FISSURAS MAMÁRIAS
  • FASCEÍTE PLANTAR
  • QUEIMADURAS

ENTRE EM CONTATO –  INDICAREMOS UM PROFISSIONAL PRÓXIMO A VOCÊ!  (19) 3291.9996

Saiba Mais

Veterinária

Os grandes avanços tecnológicos das últimas décadas permitiram a implementação de novos recursos terapêuticos na prática clínica veterinária, dentre eles o desenvolvimento e utilização de equipamentos de irradiação como lasers e LEDs de baixa potência. Assim, a busca pelo conhecimento acerca da utilização da laserterapia em animais é crescente, e não se restringe apenas àqueles que procuram se aprimorar profissionalmente, mas também aos que visam tratamentos poucos invasivos, tal como a rápida recuperação e o bem estar de seus pacientes.

As aplicações clínicas da laserterapia na Medicina Veterinária são diversas, e contemplam desde sua utilização na área da fisioterapia veterinária, ou seja, no tratamento de processos inflamatórios articulares, traumatismos, tendinites, entre outros, até o tratamento de feridas crônicas que apresentam baixa taxa de sucesso quando submetidas a tratamentos convencionais. Interessantemente, seus benefícios não são restritos apenas à cães e gatos, sendo também evidenciados tratamentos bem sucedidos em equinos, bovinos, aves e até mesmo em répteis.

Além disto, decorrente da incansável busca por alternativas de tratamento e controle de doenças de origem microbiológica, uma nova modalidade terapêutica, conhecida com terapia fotodinâmica, está emergindo com grande potencial para tratar diferentes enfermidades em animais. Sua ação resulta da interação de um corante não tóxico (fotossensibilizador), luz e oxigênio molecular, resultando na inativação de uma vasta gama de patógenos, incluindo bactérias resistentes a múltiplos antibióticos, fungos e algas patogênicas. Sob um ponto de vista clínico, infeções como dermatites, pododermatites, estomatites, otites são passíveis de tratamento por meio da terapia fotodinâmica em decorrência de seu estágio e evolução clínica.

Pododermatite de Pinguim
Tratamento com Laser ( Terapia Fotodinâmica)

Levando-se em consideração estes aspectos, o emprego da laserterapia e da terapia fotodinâmica na prática veterinária está resultando em um maior número de pesquisas na área e resultados cada vez mais promissores. Portanto, é importante ressaltar a necessidade de que médicos veterinários busquem conhecimento teórico-prático para a execução de protocolos terapêuticos bem sucedidos.

 

 

Texto e imagem do Prof. Dr. Fábio Sellera

Saiba Mais

Xerostomia (secura bucal)

A Xerostomia ou secura bucal pode ter várias causas, entre elas uso de medicamentos, radioterapia de cabeça e pescoço, e aspectos emocionais. A Laserterapia atua estimulando as glândulas salivares a regenerarem (caso estejam danificadas) ou estimulando a produção de saliva de forma instantânea.

 

Saiba Mais

Envie sua Mensangem

Envie sua Mensangem