agosto 2020 – Allaser
Pular para o conteúdo

Conheça os benefícios da laserterapia nos efeitos colaterais da imunoterapia

Efeitos colaterais em boca são muito comuns em pacientes submetidos à radioterapia de cabeça e pescoço e/ou quimioterapia (alguns quimioterápicos).
E efeitos similares mas com características um pouco diferentes têm acometido também os pacientes que fazem Imunoterapia.
Em todos os casos a Laserterapia pode ajudar! Menos dor, menos comprometimentos na alimentação e na fala. A qualidade de vida do paciente em primeiro lugar!
Se você é paciente, procure um Dentista Habilitado em Laser para te acompanhar no tratamento, se você é Dentista, vem se Habilitar ou realizar nossos cursos de atualização em Oncologia!
Vamos juntos promover mais saúde cuidando dos efeitos colaterais!

Há anos as relações entre as Doenças Periodontais (doenças nas gengivas) e as doenças sistêmicas são estudadas. 

A Doença Periodontal que mais tem se relacionado com as doenças sistêmicas é a periodontite crônica (presença de perda óssea). E entre as doenças sistêmicas mais estudadas, as com maior destaque são:
🔸 Doenças cardiovasculares associadas à aterosclerose
🔸 Diabetes mellitus
🔸 Doenças respiratórias
🔸 Eventos adversos na gravidez
🔸 Artrite reumatóide
🔸 Osteoporose
🔸 Síndrome metabólica
🔸Doenças renais, entre outras!
 As infecções bucais podem causar prejuízos aos demais órgãos por dois processos inflamatórios diferentes. No primeiro, as bactérias alojadas na gengiva se deslocam pelo organismo e se instalam em determinados órgãos, prejudicando seu funcionamento.
Há uma segunda maneira pela qual as doenças bacterianas que ocorrem na boca repercutem em outras partes do corpo.
Enquanto luta para exterminar as bactérias invasoras que tiveram origem na boca, o sistema imunológico libera diversas substâncias no organismo. Isso causa um desequilíbrio químico, elevando os níveis de substâncias que interferem no funcionamento de órgãos e do metabolismo. Por exemplo, o diabetes.
O processo inflamatório na gengiva não causa a doença, mas ajuda a desequilibrar o equilíbrio químico do organismo.
A Laserterapia pode atuar de forma sistêmica auxiliando o corpo em sua homeostase (ILIB) e de forma local com efeito antimicrobiano (Terapia Fotodinâmica), por exemplo:
Parceria: tecnologia na saúde bucal!

Como o Laser Funciona?

Para os iniciantes na Laserterapia, uma das formas que o Laser atua é por meio da
transformação de energia. Nas aulas, recordo que o aparelho de Laser capta energia elétrica, essa energia é convertida em energia luz (Laser) e por fim esta energia se converte em energia química (Laserterapia, Terapia Fotodinâmica antimicrobiana) ou energia térmica (Laser cirurgia por meio da alta temperatura).
Fotoquímica é a transformação da energia luminosa em energia química (Karu T. 1984) como acontece com a fotossíntese das plantas ou um tratamento de icterícia, por exemplo:
A ação do Laser se inicia no momento de irradiação (fotorecepção) até os efeitos clínicos obtidos por meio de mecanismos compreendendo a ação de óxido nítrico (NO), fotoreativação da enzima SOD e diversos outros caminhos que tem o desfecho de analgesia, anti-inflamatório, cicatrização e aumento de imunidade.
Vamos estudar mais sobre isso?
Confira todos os nossos cursos de Laserterapia e entre em contato com a nossa quipe para esclarecer todas as suas dúvidas. Conte com a gente! 💚

LED Azul no Tratamento de Feridas

O LED é um tipo de luz não coerente que possui inúmeros benefícios quando aplicado sobre feridas. Entre os comprimentos de onda mais usados no Brasil estão o Vermelho, o Azul e o Âmbar.
 O LED azul possui 3 grandes efeitos, veja:
🔹 Bioestimulatório: A luz azul é absorvida por cromóforos mitocondriais estimulando o metabolismo celular.
🔹 Antimicrobiano: Promove uma ação fotodinâmica o que leva a formação de radicais livres em quantidade tóxica aos microrganismos.
🔹 Clareador: A luz azul promove a quebra da H2O2, liberando água e radicais livres que degradam pigmentos.
 Esses efeitos são dose-dependentes, ou seja, variam de acordo com a quantidade de energia depositada. Irradiações com menor energia promovem o efeito bioestimulatório enquanto maior energia tem efeitos antimicrobianos e clareadores.
Na prática clínica o LED Azul pode ser utilizado no tratamento de queimaduras, feridas infectadas e processos alérgicos de pele por exemplo.
Você já utiliza o LED Azul na sua prática clínica no manejo de feridas?
Então, venha aprender mais com a gente, nosso próximo curso de Laserterapia no Tratamento de Feridas será nos dias 12,13 e 14 de agosto de 2020.
Inscreva-se!
Nós enviei uma mensagem via direct agora e ganhe desconto citando esse post!
Busque a excelência no seu trabalho, seja o melhor e venha para Allaser!

Decole e vá aperfeiçoando em pleno vôo

Decole e vá aperfeiçoando em pleno vôo. Planeje o suficiente. Evite ‘afogar-se’ em planejamentos que nunca terminam ou planos que nunca saem do papel.
Recentemente visitei um empresário insatisfeito com o seu desempenho de sua equipe e das vendas. À medida que a conversa foi fluindo, observei que era um profissional muito cauteloso, meticuloso, criterioso. Nenhum produto era finalizado caso não estivesse com os infindáveis detalhes que ele queria. O resultado eram vários projetos brilhantes inacabados…
Simultaneamente, vi que seus concorrentes vendiam produtos piores com sucesso. Acredito que planejar é imprescindível, mas planejar demais nos imobiliza.
Arrisque!
Não espere ter aquele super tênis para começar a caminhar ou correr. Não espere a casa ideal para se mudar. Não espere local perfeito para começar a trabalhar. Não espere a pandemia acabar para tornar o seu dia a dia mais leve.

O que é a raiva?

 Para o ocidente a raiva tem uma conotação ruim… As pessoas sentem vergonha de dizer que estão sentindo raiva. Mas você sabia que a energia da raiva é boa?
De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, a raiva é algo que nos movimenta, mobiliza, pede ação.
A raiva é a emoção correlacionada ao Fígado, ao elemento Madeira, ao sabor ácido e a cor Verde pela teoria dos Cinco Elementos (Sussmann 1972; Macioca 2018). Quem já não ouviu: “Ele ficou verde de raiva”?
Quando você passar por um momento de raiva, agradeça e use essa energia para caminhar, agir, fazer o que queria. Assim, essa energia não debilita o energético do seu fígado e você dá mais um passo em sua vida!

Você conhece a Terapia Fotodinâmica? ou em inglês Photodynamic Therapy (PDT)?

A PDT é uma técnica antimicrobiana que acontece na presença de um fotossensibilizador (corante), luz e oxigênio.
O corante absorve a energia da luz e a transfere para o oxigênio. O resultado é a geração em alta quantidade de radicais livres. E esses radicais livres levam a morte microbiana!
Vantagens:
✔ ação local
✔ ausência de resistência (já que é uma reação química)
✔ amplo espectro de ação (vírus, bactérias, fungos e parasitas)
✔ não lesiona tecidos sadios (esses são mais resistente que os microorganismos)
✔ diminui ou até pode evitar o uso de antibióticos sistêmicos ou até potencializar sua ação
Aplicabilidades:
Todas as lesões infectadas (bucais, corporais). Exemplos: feridas crônicas, herpes, periodontia, endodontia, peri-implantite, cândida mamilar ou bucal …
Quer aprender? Venha se capacitar em Laserterapia pela Allaser!

Venha aprender mais com a Allaser!

A análise dos espectros de absorção de hemoglobina, água e melanina (figura do post) mostram que os comprimentos de onda entre 400 e 580nm possuem ambas as ações: favorecer a ligação da hemoglobina com o O2 (absorção pelo Hb) e também a liberação do O2 da hemoglobina (absorção pela HbO2). Já o comprimento de onda vermelho atua favorecendo a ligação de O2 na hemoglobina (absorção pela Hb) enquanto o infravermelho, a partir de 800nm atua na liberação de O2 nos tecidos (absorção pela HbO2).
Ou seja, temos duas vias de atuação no suprimento de O2 com laser e isso deve ser avaliado pelo profissional (juntamente com outros fatores) durante o atendimento clínico na determinação do protocolo.
E como pode ser visto nessa janela óptica, comprimentos de onda como o 980nm são muito interessantes na Laserterapia por atuar em HbO2 e água! Enquanto o azul, já inserido em muitos protocolos clínicos de Laserterapia, possui absorção dupla em Hb e HbO2!
Como exemplo, a Laserterapia Sistêmica e ILIB utilizam o laser vermelho, verde ou azul favorecendo a ligação de O2 à hemoglobina, levando mais O2 para os tecidos (principalmente em situações de alteração e ligação do grupo Heme com NO ou CO). Já tecidos que precisam ser melhores oxigenados como crescimento de cabelos ou tecido ósseo respondem muito bem ao infra-vermelho!

Você utiliza ou conhece alguém que faz uso contínuo de medicamentos?

O uso indiscriminado de analgésicos e anti-inflamatórios, traz graves impactos a saúde principalmente afetando órgãos como fígado, rim e estômago.
A longo prazo esses impactos poderão diminuir a capacidade do corpo processar esses e outros medicamentos, limitando o paciente o acesso a um tratamento.
Você já pensou nisso?
No futuro poderão existir medicamentos de cura mas seus órgão não poderão processá-los?
Mas como evitar ou diminuir o uso de fármacos?
Uma alternativa é utilizar a Laserterapia nos tratamentos de dor e nos processos inflamatórios crônicos e agudos. Por exemplo em dores musculares cervicais, disfunção têmporo-mandibular (DTM), enxaquecas, artrites, fibromialgia e nos pós operatórios cirúrgicos.
A saúde agradece quando buscamos alternativas não farmacológicas.
Procure um profissional de saúde Laserterapeuta!