laser – Allaser
Pular para o conteúdo

Você sabe como a Laserterapia pode ajudar as mamães?

Confira já o post completo para descobrir!

O tratamento com Laser de baixa intensidade, ou Laserterapia, tem sido utilizado com sucesso no processo de pós parto para:

Tratamento e Prevenção de fissuras mamárias:
Em mamilos lesionados, a Laserterapia entra como coadjuvante no tratamento por promover a aceleração da
cicatrização, analgesia e modular a inflamação. Poucas aplicações já permitem o reestabelecimento da amamentação.

Dor e cicatrização do períneo:
O parto normal segundo a OMS é a forma mais indicada para o nascimento. Entre as suas inúmeras vantagens está possui a recuperação mais rápida da mulher após o parto. Para isso a Laserterapia tem se mostrado uma ferramenta clinicamente eficaz para acelerar a cicatrização e principalmente reduzir a dor e desconforto na região do períneo. A irradiação é indolor, não encosta nos tecidos lesionados e deve ser feita de preferência diariamente até a remissão da dor.

Laserpuntura:
A Laserpuntura é indicada para todas as idades. Crianças, pacientes debilitados, pacientes que tem medo de agulhas e regiões lesionadas também são beneficiados pela técnica. Mas no pós-parto, podemos indicar a Laserpuntura para:
cansaço extremo, inchaço, melhora da imunidade geral e a depressão pós-parto.

Fisioterapia – Pós-operatório de cirurgia cesárea:
A Fisioterapia a Laser consiste na irradiação com Laser em baixa intensidade (Laserterapia) sobre as áreas de injúria muscular, articular e óssea. A forma como os tecidos respondem à uma agressão é através do processo inflamatório, essencial para a regeneração dos tecidos. No pós-parto, indicamos a Fisioterapia Laser para as dores na coluna cervical e lombar, dores musculares, pós operatório de cirurgia cesárea, incluindo a recuperação nervosa e restabelecimento da sensibilidade na região operada.

CAMPANHA ALLASER CONECTA – conheça como funciona

A Allaser lançou no dia 8/4 a Campanha Allaser Conecta!

A campanha veio para dar uma continuidade nos mega descontos oferecidos na Maratona Allaser Online depois de muitos pedidos para a Maratona continuar.

O momento que estamos vivendo nos traz muitos aprendizados e uma da coisas que todos agora teremos que desenvolver é o espírito de solidariedade. Todos juntos teremos mais força, iremos mais longe e sim, todos precisamos uns dos outros mais do que nunca. A partir disso a Allaser pensou em promover a conexão entre as pessoas, inclusive desconhecidos. E quem conseguir se conectar mais terá mais desconto nos cursos!

A campanha é válida para todos os cursos online que Allaser oferece, e todos os alunos devem adquirir o mesmo curso. Terá duração enquanto a quarentena funcionar e os descontos serão iguais para todos os participantes que se conectarem.

Utilize o #allaserconecta para encontrar mais pessoas querendo comprar o mesmo curso que você!

E veja o que acontece com o número de pessoas que comprarem:

1 pessoa – 0% de desconto

2 pessoas – 10%

3 pessoas – 20%

4 pessoas – 30%

5 pessoas – 40%

6 pessoas – 50%

Quanto mais você se conectar com as pessoas mais desconto todos recebem!!! E esse descontão de 50% é imperdível!

Para participar é só mandar a lista com os nomes, emails e telefones dos integrantes do grupo para: [email protected] ou para [email protected] ou mandar para o nosso whatsapp: (19) 98443-9345. Em seguida todos do grupo receberão no email as instruções (links) para matrícula.

Participe!!

Allaser Conecta: Você se conecta e a Allaser dá o desconto! 

#allaserconecta #allasercursos #allaser #laserterapia #cursosdelaser #cursoslaseronline #fiqueemcasa

#solidariedade

 

50 APLICABILIDADES DO LASER NA ODONTOLOGIA!

Que tal dar uma espiada?  Listamos 50 aplicabilidades do Laser na Odontologia utilizando os Lasers de diodo (alta e baixa potência) que são os equipamentos mais utilizados no Brasil.

Bora lá incluir todas essas vantagens na sua prática clínica?

A tecnologia veio para ficar e seu paciente está cada vez mais exigente! Ele vai querer soluções mais eficientes e confortáveis para sua saúde Bucal!

Surpreenda-o!

E se você é paciente, veja quantos benefícios seu dentista Laserterapeuta pode lhe trazer!! E seja  bem-vindo à nova fase da Odontologia: mais tecnologia, menos dor e desconforto!!

50 Aplicabilidades ao seu alcance:

1.TRATAMENTO DE PARESTESIA

2.ANALGESIA PRÉ ANESTESIA

3.REMOÇÃO DOS EFEITOS DOS ANESTÉSICOS LOCAIS

4.MELHORA NOS PÓS OPERATÓRIOS CIRÚRGICOS: REMOÇÃO DA DOR, EDEMA, DIMINUIÇÃO OU AUSÊNCIA DE HEMATOMAS, ACELERA A CICATRIZAÇÃO

5. ACELERA A OSSEOINTEGRAÇÃO E QUALIDADE ÓSSEA PÓS IMPLANTES DENTÁRIOS

6. MELHORA NOS PÓS OPERATÓRIOS DE CIRURGIA ORTOGNÁTICA: REMOÇÃO DA DOR, EDEMA E HEMATOMAS, TRATA PARESTESIAS, E ACELERA CICATRIZAÇÃO

7. DESCONTAMINAÇÃO COM PDT E AÇÃO ANTIINFLAMATÓRIA NAS CIRURGIAS DE APICECTOMIA

8. ACELERA A CICATRIZAÇÃO DE ENXERTO (ÁREA DOADORA E RECEPTORA)

9. TRISMO

10. NEURALGIA DO TRIGÊMIO

11. OSTEONECROSE

12. ALVEOLITE

13. DISFUNÇÃO NA ARTICULAÇÃO TÊMPORO-MANDIBULAR

14. PARALISIA FACIAL

15. TRAUMA DE TECIDO MOLE

16. ORTODONTIA (MOVIMENTAÇÃO, DOR, DISJUNÇÃO)

17. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA

18. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA PÓS CLAREAMENTO

19. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA PÓS ENDODONTIA

20. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA PÓS PERIODONTIA

21. HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA PÓS PREPARO CAVITÁRIO

22. GENGIVITE E PERIODONTITE (LASERTERAPIA E PDT)

23. REGENERAÇÃO DA MUCOSA PÓS RASPAGEM

24. PÓS OPERATÓRIO DE CIRURGIA PERIODONTAL

25. TRATAMENTO DA HERPES SIMPLES LABIAL

26. PREVENÇÃO DA HERPES SIMPLES LABIAL(PREVENÇÃO E TRATAMENTO)

27. HERPES ZÓSTER (PREVENÇÃO E TRATAMENTO)

28. PREVENÇÃO DA MUCOSITE ORAL

29. TRATAMENTO DA MUCOSITE ORAL

30. LIQUEN PLANO

31. HALITOSE

32. ESTIMULAÇÃO E REGENERAÇÃO DAS GLÂNDULAS SALIVARES

33. TRATAMENTO DE AFTA E AFTAS RECORRENTES

34. PREVENÇÃO DE AFTA E AFTAS RECORRENTES

35. SÍNDROME DA ARDÊNCIA BUCAL

36. ESTOMATITE INFANTIL

37. XEROSTOMIA

38. DISGEUSIA

39. DISFAGIA

40. ESTOMATITE /QUEILITE POR PRÓTESE

41. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Remoção de hiperplasia

42. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Coagulação de hemangioma

43. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Remoção de fibroma

44. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Gengivoplastia

45. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Frenectomia

46. CIRURGIAS DE TECIDO MOLE: Aprofundamento de sulco/preparo protético

47. Descontaminação com Terapia fotodinâmica: bolsa periodontal

48. Descontaminação de canal radicular

49. Tratamento de Periimplantite

50. Tratamento de Cândida Bucal com Terapia Fotodinâmica

 

Aguardamos vocês nos nossos cursos de Habilitação em laser (Março teremos nossa 45 Turma na SLMandic de Campinas!) ou nos consultórios dos nossos ex-alunos ! Procure aqui no site um profissional próximo a você!

Um grande Abraço,

Profa. Dra. Daiane T. Meneguzzo

 

LASERTERAPIA NO TRATAMENTO DA NEURALGIA DO TRIGÊMEO

A Neuralgia do Trigêmeo é considerada uma das patologias mais dolorosas que existem. A dor é intensa, inesperada e pode se repetir muitas vezes durante o dia. O paciente muda sua vida pessoal, social e tem tendência a desenvolver depressão.

 

A alteração do nervo pode ser de causa desconhecida mas também pode ter sido causada por uma lesão por herpes zoster, alguma cirurgia ou outra patologia que tenha lesionado o tecido nervoso.

 

A dor facial pode ser na região da mandíbula, da maxila ou região do olho, podendo também ser múltipla atingindo toda a face. Estímulos como falar e comer ou um simples tocar na região podem desencadear a dor. Os pacientes relatam dor em forma de choque, fisgada, dor que sobe para a cabeça ou ainda uma agulha intensa e inesperada.

 

Os medicamentos que bloqueiam a dor no SNC são os de eleição e muitas vezes devem ser ajustados a medida que a dor vai se perpetuando. Casos mais leves conseguem conviver bem com o remédio, outros partem para terapias mais invasivas como a técnica do balão ou radiofrequência que visam lesionar o nervo para que ele pare de funcionar e como consequência também pare de doer. A recidiva no entanto é bem comum, e a dor volta de forma intensa.

 

A laserterapia entre outros efeitos age na regeneração das células nervosas e mostra-se uma alternativa para o tratamento da neuralgia. Diferente da abordagem farmacológica, que tua somente na sintomatologia, a Laserterapia promove a regeneração celular, levando a normalização do limiar de dor e função nervosa e portanto revertendo de forma eficaz os sintomas.

 

Os efeitos são percebidos em até 24h após a aplicação, e ao decorrer do tratamento é esperada a redução gradual na intensidade e frequência da dor. O medicamento é então gradualmente removido e as sessões passam a ser menos frequentes até a completa remissão da dor.

 

Ainda, o tratamento com Laserterapia local pode ser complementado com a Laserterapia Sistêmica (Ilib modificado) contribuindo para uma resposta ainda melhor ao tratamento.

 

Desta forma, a Laserterapia passa a ser um tratamento alternativo ou adjuvante para a resolução da Neuralgia do Trigêmeo, não tendo contraindicações nem efeitos colaterais além de ser indolor e não invasivo.

 

Você paciente, procure um Dentista Habilitado em Laserterapia para iniciar o quanto antes o seu tratamento!

Você profissional Dentista, vem aprender com a gente como realizar o tratamento da Neuralgia do Trigêmeo na Habilitação em Laserterapia na SLMandic -unidade Campinas!  (próxima turma 23 de Março de 2020! acesse o link: https://www.slmandic.edu.br/cursos/odontologia/unidade/campinas#c=4944

 

Um grande abraço,

Profa. Dra. Daiane T. Meneguzzo

 

Dentistas lideram na Laserterapia

Porque é o Dentista que mais utiliza o Laser? 

 

A odontologia é a profissão que mais abraçou o uso da Laserterapia e da Laser Cirurgia quando comparada às outras áreas da saúde. Até mesmo a Fisioterapia, que desde sempre incluiu a fototerapia como assunto de graduação não utiliza o Laser tanto quanto a Odontologia. 

 

Mas porquê? Qual seria a explicação? Avaliando historicamente, o dentista teve seu primeiro contato com o Laser após o surgimento do clareamento dental com LED. Os equipamentos além da ponteira com LED para clareamento vinham com outra ponteira que continha o Laser…  E isso despertou o interesse nos benefícios da laserterapia que inicialmente restringiam-se ao uso do Laser na Herpes e Aftas.

 

Talvez sim, isso pode ter influenciado, mas me parece que mais importante que isso foram os excelentes resultados que a Odontologia teve e ainda têm com o uso do Laser!

 

Gosto muito de dar um exemplo para explicar tudo isso. Imagine uma viagem de carro para a praia de Campinas à Juqueí (amo demais esse lugar!). Podemos ir à praia com um carro antigo, que vai devagar, sem ar condicionado, fazendo barulho e com grandes possibilidades de ter alguma pane durante o caminho … OU podemos ir à praia com um carro novo e moderno, que vai rápido, com mais conforto (ar condicionado, banco de couro, tela multimídia com o  mapa projetado), silencioso e com pouquíssimas chances de nos dar algum problema no caminho. Ora, é claro que todos preferem a segunda opção! Mas e se muitos não conhecessem a segunda opção? 

 

Esse exemplo seria mais ou menos o que acontece na odontologia. Que tal fazer uma cirurgia de extração dental sem desconforto? Ou melhor, sem edema, sem hematoma, sem dor, podendo se alimentar normalmente no dia da cirurgia, e tenho poucas chances de ter alguma complicação? Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Outros exemplos seriam o uso da Laserterapia no tratamento das dores articulares… que tal sentir o efeito analgésico de forma imediata? Que tal reduzir ou até mesmo não precisar mais de analgésicos nem relaxantes musculares? Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Realizar uma restauração sem hipersensibilidade, resolver uma hipersensibilidade que impede de tomar gelado, sorvete, e que há muito incomoda… Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E tratar aquela dormência que ficou na língua após uma cirurgia? Seria ótimo certo?E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E passar por um tratamento oncológico sem sentir os efeitos colaterais na boca? Não sei se sabe mas a maioria dos tratamentos causam efeitos colaterais como feridas em boca, ardência em língua, alteração de paladar e outras coisas que é melhor nem saber… Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E fazer um tratamento periodontal sem precisar de cirurgia e de antibióticos? Como seria? Com o laser podemos realizar Laser curetagem (com laser cirúrgico) ou descontaminação local da bolsa periodontal (com a terapia fotodinâmica) garantindo um tratamento periodontal mais eficaz e rápido, sem medicamentos! E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Ainda… o laser melhora a osseointegração de implantes, acelera todos os pós operatórios cirúrgicos, trata e previne herpes e aftas e ainda… garante uma anestesia sem dor!!!! E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Bom.. agora que já conhece alguns dos benefícios é só procurar um Dentista Laserterapeuta!!!  Ou mandar a dica para seu profissional de confiança ir fazer a Habilitação em Laserterapia!

 

#ficaadica

#slmandic próxima data do curso será 23 de Março 2020!)

 

 

Um grande abraço e um excelente Carnaval!!

 

 

 

ILIB / Laserterapia Sistêmica

Vamos entender melhor o que é o ILIB e Laserterapia Sistêmica? 

Para começar, o ILIB, que significa “Intravascular Laser Irradiation of Blood” é uma técnica que foi desenvolvida na Russia, e seu modelo original – que ainda hoje é realizado – consiste na introdução de um cateter intravenoso com uma fibra óptica de luz Laser no comprimento de onda vermelho acoplada para a radiação de forma contínua e direta sobre o sangue.

 

A técnica modificada, ou simplesmente “Laserterapia Sistêmica” é a técnica que realizamos aqui no Brasil. Ela tem o mesmo objetivo de irradiar o sangue mas é realizada de forma transdêrmica ou transcutânea e sua penetração e alcance se devem a modernidade dos novos equipamentos de Laser cuja potência é quase que cem vezes maior que a utilizada na técnica original, somada a grande vantagem de não ser invasiva e de fácil aplicação.

 

O Laser de Baixa Intensidade é um equipamento que emite luz, ou seja, uma radiação eletromagnética, e essa energia luminosa absorvida por estruturas chamadas cromóforos é utilizada nos processos químicos celulares (fotoquímica).

 

Por ser um mecanismos energético e não farmacológico os efeitos clínicos são variáveis de acordo com as alterações presentes em cada indivíduo. A energia só é absorvida se for necessária, em indivíduos com seu estado redox alterado,  e se não for absorvida perde-se pelo espaço sem prejuízo a nenhum órgão ou estrutura por onde passa. Os resultados clínicos desta forma são amplos e mais visíveis em pacientes mais comprometidos.

 

A Laserterapia Sistêmica contempla a irradiação de todo o sangue do indivíduo, uma vez que o tempo de tratamento é adequado a idade e peso do paciente e claro ao local escolhido pelo profissional para a realização da técnica. Entre as opções estão a artéria radial, pediosa, poplítea, carótida, região sublingual, etc. A frequência das sessões depende do tratamento e é estabelecida de forma individualizada por um profissional de saúde Laserterapeuta. É importante salientar que cada doença deve ser tratada pelo profissional responsável pela especialidade, evitando assim erros de tratamento, ou eventuais efeitos indesejados da técnica. 

 

A irradiação sanguínea promove a normalização das propriedades hemorreológicas do sangue melhorando a viscosidade sanguínea, aumenta a biodisponibilidade de NO (óxido nítrico) que entre outros tantos benefícios contribui para a melhor funcionabilidade vascular e normalização da pressão arterial além de normalizar o transporte de oxigênio pelas hemácias. Ainda, normaliza a ação da hemoglobina no tamponamento do sangue, o que contribui para a reativação de enzimas anti-oxidantes endógenas como a SOD (superóxido desmutase) levando à homeostase ácido-base sanguínea.

 

A luz também tem ação direta sobre células de defesa circulantes e seus efeitos imunomodulatórios apesar de  temporários ajudam o organismo no combate a diversas situações clínicas como por exemplo a gripe.

 

O maior benefício portanto é a promoção da homeostase ácido-base sanguínea o que garante o funcionamento de todos os processos fisiológicos saudáveis do organismo.

 

A técnica desta forma leva o indivíduo ao seu funcionamento ideal, e os efeitos como melhora na qualidade do sono, relaxamento ou energização, redução na dor, redução no edema, equilíbrio hormonal ou até a potencialização da ação dos medicamentos é facilmente percebido após a técnica.

 

Sem dúvida os benefícios da Laserterapia Sistêmica somados as características de ser uma técnica não invasiva, simples e rápida atraem muitos profissionais de saúde, e principalmente os pacientes que são os maiores disseminadores desta técnica.

 

A técnica tem várias indicações clínicas, como:

  1. Recuperação cirúrgica
  2. Tratamentos odontológicos
  3. Stress, Insônia e fadiga
  4. Drenagem linfática
  5. Rejuvenescimento
  6. Complicações diabéticas
  7. Asma, bronquite e problemas respiratórios
  8. Complicações cardíacas e vasculares
  9. Recuperação de atletas e performance física
  10. Artrite, fibromialgia e outras doenças inflamatórias

 

Assim como todas as técnicas, sim, existem efeitos indesejados. O seu uso em pacientes crônicos por exemplo, exige um total conhecimento da técnica pelo profissional de saúde uma vez que o mesmo deve ajustar as doses dos medicamentos utilizados com a frequência e dose da Laserterapia Sistêmica. Efeitos como taquicardia, hipotensão, exacerbação da lesão e até picos de hipertensão que expõem o paciente a riscos ainda maiores entre outros efeitos são relatados quando o paciente está realizando a técnica sem o correto acompanhamento profissional. Outra polêmica é por exemplo a sua realização em pacientes com tumor ativo em tratamento oncológico: ainda não tem embasamento científico suficiente para ser realizada com segurança.

 

Essa técnica é maravilhosa e vem para contribuir com a medicina atual na prevenção e tratamento de doenças. Mas como tudo, deve ser feita com indicação e conhecimento.

 

Autoria: Profa. Dra. Daiane T. Meneguzzo, Co-fundadora de Allaser, Professora de Habilitação em Laser da Faculdade SLMandic e Coordenadora do curso de ILIB/Laserterapia Sistêmica e demais cursos promovidos pela Allaser Cursos.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4705049165657236

 

Literatura Complementar:

  • Szymczyszyn A, Doroszko A, Szahidewicz-Krupska E, et al. Effect of the transdermal low-level laser therapy on endothelial function. Lasers Med Sci. 2016;31(7):1301–1307. doi:10.1007/s10103-016-1971-2
  • Hamblin MR. Mechanisms and Mitochondrial Redox Signaling in Photobiomodulation. Photochem Photobiol. 2018;94(2):199–212. doi:10.1111/php.12864
  • Konoplya AA, Gavrish SA, Konoplya AI, Loktionov AL. Primenenie vnutrivennogo lazernogo oblucheniya krovi v korrektsii immunnykh narushenii u patsientok s khronicheskim endometritom [The application of intravascular laser irradiation of blood for the correction of the immune disturbances in patients presenting with chronic endometritis]. Vopr Kurortol Fizioter Lech Fiz Kult. 2016;93(5):19–22. doi:10.17116/kurort2016519-22
  • Mi XQ, Chen JY, Cen Y, Liang ZJ, Zhou LW. A comparative study of 632.8 and 532 nm laser irradiation on some rheological factors in human blood in vitro. J Photochem Photobiol B. 2004;74(1):7–12. doi:10.1016/j.jphotobiol.2004.01.003
  • Wickenheisser VA, Zywot EM, Rabjohns EM, Lee HH, Lawrence DS, Tarrant TK. Laser Light Therapy in Inflammatory, Musculoskeletal, and Autoimmune Disease. Curr Allergy Asthma Rep. 2019;19(8):37. Published 2019 Jul 2. doi:10.1007/s11882-019-0869-z
  • Mii S, Kim C, Matsui H, et al. Increases in central retinal artery blood flow in humans following carotid artery and stellate ganglion irradiation with 0.6 to 1.6 microm irradiation. J Nippon Med Sch. 2007;74(1):23–29. doi:10.1272/jnms.74.23
  • Moskvin SV, Konchugova TV, Khadartsev AА. Vopr Kurortol Fizioter Lech Fiz Kult. 2017;94(5):10–17. Published 2017 Dec 5. doi:10.17116/kurort201794510-17
  • Avrutsky MJ, Katkovsky DG, Guseinov TJ, Musichin LV, Finkelstein IE. Application of intravenous low-intensity laser irradiation as part of anesthetic care during invasive surgery. J Clin Laser Med Surg. 1992;10(4):291–295. doi:10.1089/clm.1992.10.291
  • Momenzadeh S, Abbasi M, Ebadifar A, Aryani M, Bayrami J, Nematollahi F. The intravenous laser blood irradiation in chronic pain and fibromyalgia. J Lasers Med Sci. 2015;6(1):6–9.
  • Kazemikhoo N, Sarafnejad AF, Ansari F, Mehdipour P. Modifying effect of intravenous laser therapy on the protein expression of arginase and epidermal growth factor receptor in type 2 diabetic patients. Lasers Med Sci. 2016;31(8):1537–1545. doi:10.1007/s10103-016-2012-x

Parestesia – tratamento com Laserterapia

A Parestesia é uma alteração ou ausência de sensibilidade nervosa que pode acontecer após um procedimento cirúrgico. Por exemplo, após uma extração dental parte da língua e região dental podem ser acometidas. Enxertos e implantes também podem causar falta de sensibilidade em lábios e queixo. Os sintomas são variáveis desde a ausência total de sensibilidade, até sensações de peso, formigamento, dor e coceira. Dificuldades ao comer, babar-se, dificuldade para passar batom e beijar estão entre as principais queixas dos pacientes.

É muito comum os pacientes relatarem: “FIZ A CIRURGIA DE REMOÇÃO DO SISO E AGORA NÃO SINTO PARTES DA MINHA BOCA. O QUE FAZER?“.  Nesta situação ambos paciente e profissional ficam abalados, mas, assim como outros riscos, a parestesia faz parte das possíveis complicações cirúrgicas.

O tratamento convencional é o uso de vitaminas do complexo B, exercícios e tempo. As vezes demora anos para a sensibilidade voltar, as vezes o paciente se acostuma com a parestesia e interrompe o tratamento.

Uma alternativa  já bastante relatada na literatura é a fotobiomodulação com laser em baixa intensidade – ou simplesmente – Laserterapia.  O Laser doa energia luminosa favorecendo a regeneração do tecido nervoso lesionado promovendo a recuperação da sensibilidade. Ainda, pode ser utilizado para a prevenção de possíveis parestesias, quando realizado no pós operatório de cirurgias bucais. A utilização do laser no pós operatório cirúrgico traz também outros benefícios aos pacientes como rápida cicatrização, ausência de edema e dor (evita o uso de anti-inflamatórios e analgésicos),  melhora na musculatura facial pós cirúrgica, etc.

A técnica é rápida e indolor, e o número de sessões varia com o tempo da parestesia. Lesões recentes tendem a melhorar mais rápido, no entanto, a melhora clínica é percebida mesmo em parestesias antigas.

Quem pode realizar esse tratamento? Somente Dentistas Habilitados em Laserterapia.

por Dra. Daiane Thais Meneguzzo, PhD – CRO-SP 8686-3