parestesia – Allaser
Pular para o conteúdo

Dentistas lideram na Laserterapia

Porque é o Dentista que mais utiliza o Laser? 

 

A odontologia é a profissão que mais abraçou o uso da Laserterapia e da Laser Cirurgia quando comparada às outras áreas da saúde. Até mesmo a Fisioterapia, que desde sempre incluiu a fototerapia como assunto de graduação não utiliza o Laser tanto quanto a Odontologia. 

 

Mas porquê? Qual seria a explicação? Avaliando historicamente, o dentista teve seu primeiro contato com o Laser após o surgimento do clareamento dental com LED. Os equipamentos além da ponteira com LED para clareamento vinham com outra ponteira que continha o Laser…  E isso despertou o interesse nos benefícios da laserterapia que inicialmente restringiam-se ao uso do Laser na Herpes e Aftas.

 

Talvez sim, isso pode ter influenciado, mas me parece que mais importante que isso foram os excelentes resultados que a Odontologia teve e ainda têm com o uso do Laser!

 

Gosto muito de dar um exemplo para explicar tudo isso. Imagine uma viagem de carro para a praia de Campinas à Juqueí (amo demais esse lugar!). Podemos ir à praia com um carro antigo, que vai devagar, sem ar condicionado, fazendo barulho e com grandes possibilidades de ter alguma pane durante o caminho … OU podemos ir à praia com um carro novo e moderno, que vai rápido, com mais conforto (ar condicionado, banco de couro, tela multimídia com o  mapa projetado), silencioso e com pouquíssimas chances de nos dar algum problema no caminho. Ora, é claro que todos preferem a segunda opção! Mas e se muitos não conhecessem a segunda opção? 

 

Esse exemplo seria mais ou menos o que acontece na odontologia. Que tal fazer uma cirurgia de extração dental sem desconforto? Ou melhor, sem edema, sem hematoma, sem dor, podendo se alimentar normalmente no dia da cirurgia, e tenho poucas chances de ter alguma complicação? Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Outros exemplos seriam o uso da Laserterapia no tratamento das dores articulares… que tal sentir o efeito analgésico de forma imediata? Que tal reduzir ou até mesmo não precisar mais de analgésicos nem relaxantes musculares? Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Realizar uma restauração sem hipersensibilidade, resolver uma hipersensibilidade que impede de tomar gelado, sorvete, e que há muito incomoda… Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E tratar aquela dormência que ficou na língua após uma cirurgia? Seria ótimo certo?E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E passar por um tratamento oncológico sem sentir os efeitos colaterais na boca? Não sei se sabe mas a maioria dos tratamentos causam efeitos colaterais como feridas em boca, ardência em língua, alteração de paladar e outras coisas que é melhor nem saber… Seria ótimo certo? E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

E fazer um tratamento periodontal sem precisar de cirurgia e de antibióticos? Como seria? Com o laser podemos realizar Laser curetagem (com laser cirúrgico) ou descontaminação local da bolsa periodontal (com a terapia fotodinâmica) garantindo um tratamento periodontal mais eficaz e rápido, sem medicamentos! E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Ainda… o laser melhora a osseointegração de implantes, acelera todos os pós operatórios cirúrgicos, trata e previne herpes e aftas e ainda… garante uma anestesia sem dor!!!! E é assim que acontece quando utilizamos o Laser na Odontologia!!

 

Bom.. agora que já conhece alguns dos benefícios é só procurar um Dentista Laserterapeuta!!!  Ou mandar a dica para seu profissional de confiança ir fazer a Habilitação em Laserterapia!

 

#ficaadica

#slmandic próxima data do curso será 23 de Março 2020!)

 

 

Um grande abraço e um excelente Carnaval!!

 

 

 

Parestesia – tratamento com Laserterapia

A Parestesia é uma alteração ou ausência de sensibilidade nervosa que pode acontecer após um procedimento cirúrgico. Por exemplo, após uma extração dental parte da língua e região dental podem ser acometidas. Enxertos e implantes também podem causar falta de sensibilidade em lábios e queixo. Os sintomas são variáveis desde a ausência total de sensibilidade, até sensações de peso, formigamento, dor e coceira. Dificuldades ao comer, babar-se, dificuldade para passar batom e beijar estão entre as principais queixas dos pacientes.

É muito comum os pacientes relatarem: “FIZ A CIRURGIA DE REMOÇÃO DO SISO E AGORA NÃO SINTO PARTES DA MINHA BOCA. O QUE FAZER?“.  Nesta situação ambos paciente e profissional ficam abalados, mas, assim como outros riscos, a parestesia faz parte das possíveis complicações cirúrgicas.

O tratamento convencional é o uso de vitaminas do complexo B, exercícios e tempo. As vezes demora anos para a sensibilidade voltar, as vezes o paciente se acostuma com a parestesia e interrompe o tratamento.

Uma alternativa  já bastante relatada na literatura é a fotobiomodulação com laser em baixa intensidade – ou simplesmente – Laserterapia.  O Laser doa energia luminosa favorecendo a regeneração do tecido nervoso lesionado promovendo a recuperação da sensibilidade. Ainda, pode ser utilizado para a prevenção de possíveis parestesias, quando realizado no pós operatório de cirurgias bucais. A utilização do laser no pós operatório cirúrgico traz também outros benefícios aos pacientes como rápida cicatrização, ausência de edema e dor (evita o uso de anti-inflamatórios e analgésicos),  melhora na musculatura facial pós cirúrgica, etc.

A técnica é rápida e indolor, e o número de sessões varia com o tempo da parestesia. Lesões recentes tendem a melhorar mais rápido, no entanto, a melhora clínica é percebida mesmo em parestesias antigas.

Quem pode realizar esse tratamento? Somente Dentistas Habilitados em Laserterapia.

por Dra. Daiane Thais Meneguzzo, PhD – CRO-SP 8686-3