You are currently viewing Por que tornar-se um enfermeiro laserterapeuta?

Por que tornar-se um enfermeiro laserterapeuta?

 

O uso do Laser para a fotobiomodulação dos tecidos e consequente regeneração de feridas é uma ferramenta efetiva,  indolor e rápida e atualmente muito utilizada no tratamento de feridas, sendo um diferencial clínico em feridas complexas principalmente em pacientes sistemicamente comprometidos.

A técnica ainda é pouco conhecida e apesar de despertar interesse, muitas vezes o medo do novo e do investimento acaba intimidando o profissional a trilhar esse novo caminho.

Será que realmente funciona? Será que vou ter pacientes? E será que vou conseguir pagar o curso e ainda adquirir o equipamento?

Com o intuito de responder esses questionamentos, nada melhor que ouvir dos próprios enfermeiros laserterapeutas como foi a sua jornada nesta nova terapia, e mais ainda, conhecer os benefícios de se tornar um Enfermeiro Laserterapeuta.

A Allaser entrevistou três enfermeiros que transformaram suas vidas profissionais após terem realizado o curso de Laserterapia no Tratamento de Feridas da Allaser. Hoje, são referências no assunto e também professores dos cursos de Laser da Allaser. São eles a Enf. Vanessa Coeli, Enf. Fabíola Ferreira, e o Enf. Judson Massena.

 

 Enf. Vanessa CoeliEnf. Fabíola FerreiraEnf. Judson Massena

O que te motivou a fazer o curso de laser?

Enf. Fabíola: Ouvi falar sobre o laser numa jornada de Estomaterapia e me interessei sobre a técnica porque buscava algum tratamento que proporcionasse melhora no tratamento, que acelerasse o processo de cicatrização com qualidade de vida.

Enf. Judson: Crescimento profissional, ter independência financeira, alcançar qualidade de vida.

Enf. Vanessa: Durante especialização em Estomaterapia, tive um interesse pela matéria de laser como opção terapêutica. E fui buscar mais conhecimento na ALLASER em São Paulo.

2. Como foi iniciar os atendimentos com laser?

Enf. Judson: No início tive receio de apenas uma pequena luz desse tanto resultado, mas depois que a mágica começou a aparecer com os resultados dos pacientes, comecei a decolar 🚀.

Enf. Vanessa: Iniciei com um trabalho voluntário em uma Favela do Rio de Janeiro e tive muitos resultados positivos. Com isso, fui aprimorar meus estudos sobre o laser na ALLASER.

Enf. Fabíola: Para começar realizar a técnica de laserterapia de baixa intensidade, busquei conhecimento e fui em busca  de cursos com professoras renomadas, fui procurar nas redes sociais e por currículo Lattes foi onde encontrei as professoras Daiane e Cassia.

3. Mudou muito sua conduta com o paciente após o laser?

Enf. Judson: Sim mudou, os resultados nos meus pacientes acontecem de forma tão rápida que a conduta de curativo é simplificada de acordo com a evolução da lesão.

Enf. Fabíola: Após iniciar tratamento de feridas com laserterapia as sessões ficaram mais rápidas e os resultados mais efetivos.

Enf. Vanessa: Sim. Obtive resultados mais breves do que o tratamento convencional. Entregando melhor qualidade de vida ao paciente.

4. Como foi o aceite por meio de colegas e médicos?

Enf. Vanessa: Houve necessidade de uma mudança cultural, para aceitação dessa modalidade terapêutica, por divulgação deste conhecimento e resultados obtidos, de forma que tornou-se uma opção bem estabelecida.

Enf. Judson: Os Colegas enfermeiros foi bem aceito, muitos elogios com os resultados e claro muita indicação para novos pacientes, já a classe médica, a grande maioria nem se quer conhece o laser, mas tive o maior prazer de apresenta-los e hoje muitos me indicam pacientes.

Enf. Fabíola: Após inserir laser no hospital os médicos começaram a estudar artigos uns aderiram é acreditaram na técnica e começaram a encaminhar pacientes.

5. Quais foram as maiores mudanças que percebeu na sua prática após o laser?

Enf. Vanessa: Reconhecimento profissional, abertura de consultório especializado, oportunidade de publicação científica e satisfação pessoal.

Enf. Judson: A rapidez cicatrizacional que ele apresenta em pouco tempo, um resultado positivo a dar a família e ao paciente antes do tempo esperado.

Enf. Fabíola: A melhor mudança que ocorreu após uso do laser no tratamento de feridas, foi a independência profissional, abrir minha empresa e tornar pessoa jurídica.

6. E sua vida financeira o que mudou?

Enf. Judson: Mudou completamente, ganho hoje de 3 a 5 vezes mais do que um enfermeiro contratado no melhor hospital da cidade.

Enf. Fabíola: A melhor mudança que ocorreu após uso do laser no tratamento de feridas, foi a independência profissional, abrir minha empresa e tornar pessoa jurídica.

Enf. Vanessa: Naturalmente, com os ganhos técnico-profissional, houve um aumento na demanda de pacientes e pareceres permitindo melhores realizações financeiras.

7. Uma dica para os profissionais iniciantes no laser?

Enf. Vanessa: Aprimoramento contínuo nos estudos sempre com rigor técnico.

Enf. Fabíola: A dica para profissionais iniciantes procure um curso que os profissionais tenha bom currículo e casos clínicos.

Enf. Judson: A dica que posso dar é, se você quer mais tempo para sua família, se você quer mais tempo para cuidar de se mesmo, se você procura uma qualidade de vida sem plantões exaustivos, e claro, busca ganhar mais em sua vida financeira, faça esse curso quanto antes. Persistem, perseverem, vá em busca de seus sonhos, saia de sua zona de conforto, tenho certeza que todos os objetivos serão alcançados.

Por que ser um enfermeiro laserterapeuta? Saiba tudo sobre a laserterapia no nosso site: Allaser.

Ou entre em contato pelo nosso WhatsApp

Deixe um comentário